Contra fatos, não há argumentos

Não me canso de ver nos meios de comunicação argumentos relativizando as interferências do homem no eco sistema de nosso planeta. Já li que O homem afeta menos do que se apregoa, que as indústrias fazem mais pela natureza que a agridem, que os danos são coisas da cabeça de eco-chatos, etc.

Sempre passo pelo crivo da razão todas as informações que chegam a mim antes de formar uma opinião sobre o assunto e, quando me deparo com fatos, estes embasam de forma indelével meu julgamento – e gostaria de compartilhar consigo um destes fatos que são indiscutíveis acerca do efeito do homem sobre a natureza. Deixe-me explicar.

Recebi link de um amigo com teaser de um documentário acerca de uma remota ilha do Pacífico que fica afastada 2000 milhas (ou ~3200 km) de qualquer outro continente. A ilha, apesar de desabitada, possui marcas impressionantes do ser humano na vida (ou morte…) das aves que lá habitam. Não é um vídeo para pessoas de estômago fraco, entretanto, recomento fortemente que assistam para formarem as suas opiniões, assim como formei a minha.

Vejam por si: http://www.midwayfilm.com/

Midway