Tempo para Evoluir

Vocês já se deram conta da quantidade de horas que passamos trabalhando diariamente? Dez, doze, quatorze horas ás vezes?

O que falar do tempo no trânsito? Mais quatro horas dispendidas entre todos os trajetos?

E a pergunta que não quer calar:  o que sobra para as demais atividades? Pois é, este tema tem me assolado recorrentemente – tenho pensado na nossa sociedade moderna e para onde nos encaminhamos. É nítido que as horas não são mais suficientes para fazermos o que quer que seja que não trabalhar e esta constatação me fez divagar um pouco sobre nosso futuro.

Imagine hipoteticamente que passamos, todos, em média 14 horas por dia em deslocamento nas nossas atividades profissionais – em um dia de 24 hora e com as necessárias 8 horas de sono, temos somente duas horas para o que quer que seja: família, lazer, estudo, etc.

Terminantemente um tempo insuficiente para recarregar as baterias diárias.

Em suma, esta é a problemática: a falta de tempo nos dias de hoje.

E quanto a solucionática? O que vocês acham que podemos fazer para resolver esta equação?